ENQUANTO HAVER DESIGUALIDADES EM MOÇAMBIQUE, NÃO HAVERÁ PAZ EFECTIVA, DISSE O PAPA FRANCISCO

Destaque

ENQUANTO HAVER DESIGUALIDADES EM MOÇAMBIQUE, NÃO HAVERÁ PAZ EFECTIVA, DISSE O PAPA FRANCISCO


Papa Francisco defende combate às desigualdades para garantir a paz efectiva
O Papa Francisco saudou hoje o acordo de paz assinado em Agosto entre o governo e a Renamo, e sugeriu a aposta no caminho da reconciliação para assegurar um desenvolvimento sustentável do país.

O Sumo Pontífice que falava há instantes durante o seu primeiro encontro com as autoridades nacionais e convidados, disse que o caminho seguido pelos moçambicanos, deve ser a norma e consolidado.
“A paz deve ser a norma e a Reconciliação como o melhor caminho para enfrentar as dificuldades do país” disse o líder da igreja católica.
Para o papa, é preciso que o país se empenhe no combate às desigualdades e aposte na inclusão efectiva para assegurar que a paz seja duradoura e eficaz.
Segundo o Bispo de Roma, a papa a reconciliação deve ser acompanhada por um processo de dignidade na inclusão, porque “sem igualdade de oportunidades” encontra-se um terreno fácil para a instabilidade.
Para o Papa Francisco, não há programa político, ou serviços de segurança que seja efectivo e eficaz enquanto as desigualdades sociais prevalecem, frisou, para sustentar a ideia de aposta no combate aa desigualdades sociais.

Enviar um comentário

0 Comentários